Sobre um Coração

Bastava uma foto, e aquele par de asas chegava a doer, e o coração logo gritava enlouquecidamente pra sair dali, pois ele não entendia por que aquela menina tinha se tornado tão fria e ainda continuava acorrentada a alguma razão que talvez não existisse, mas que a mantinha em terra, abraçada às asas, quando sabia ter nascido pras nuvens. E ela só desejava com todas as suas forças fugir dali pra outro lugar qualquer onde o coração jamais passasse de um simples órgão que bombeia sangue e a mantem viva.

large

large (1)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s